CapaCapa
TextosTextos
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Enêude Soares
Voando na inspiração
Textos

"O som da chuva"

O som da chuva acordou

Quem dormia suavemente
Uma janela entre aberta
O vento entrava livremente
Assoprando boas lembranças
Trazendo paz para a mente
De aquele ser que acordava
De seu passado recordava
Mas sentia-se tão carente
 
O desconforto tomou conta
De aquele momento perfeito
De volta para sua realidade
Depressa, abandona seu leito,
Vai à cozinha, toma um café,
A desilusão toma seu peito
Só sua escrivaninha aceitou
O que seu amor- o recusou
Discretear era único jeito
 
A madrugada indo embora
Só a fina chuva permanecia
Sobre a janela, olhar distante,
Com ele ia junta sua alegria
Pele enrugada, cabelos brancos,
Um sinal de a velhice aparecia
Inconformado pelo iminente
Aquele amor tão reluzente
Naquela manha acabaria

 
Enêude Soares
Enviado por Enêude Soares em 05/12/2018
Alterado em 05/12/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Que seja utilizado o nome do autor da obra na sua divulgação.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários