CapaCapa
TextosTextos
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Enêude Soares
Voando na inspiração
Textos

Para onde estamos indo
Com tamanha decadência


Mote: Em eptassilabo
ABBAACCDDC

 
Um país de terceiro mundo
Éramos assim considerados
Pelo nosso recente passado
Não chegaremos a segundo
Há um sentimento profundo
De perca pela preferencia
Estamos perdendo audiência
Nosso ibope está caindo
Para onde estamos indo
Com tamanha decadência
 
Nossa economia fraquejou
Há milhões desempregados
Perdemos para os importados
E pouco nada se exportou 
O governo se escandalizou
Com tanta incompetência
Uma gestão em falência
Na frouxidão nos consumindo
Para onde estamos indo
Com tamanha decadência
  
Quem levou não devolveu
E já ganhou a liberdade
Um pesar de impunidade
Nosso povo os envolveu
A lavajato não se perdeu
Mas tá sofrendo influencia
Pra quem pedir clemencia?
Se estão todos nos traindo
Para onde estamos indo
Com tamanha decadência
 
O esporte nossa alegria
Para o passado só acena
Não vem outro Ayrton Senna
Enchemo-nos de nostalgia
E o futebol não contagia
Perdeu a sua pugência 
Por falta de competência
Estamos se despedindo
Para onde estamos indo
Com tamanha decadência
 
E neste despencamento
Cada vez perdemos mais
Nos períodos eleitorais
A falsidade e o fingimento
Pra o eleitor é um tormento
E na ferrenha concorrência
Vale qualquer influencia
Pra na pesquisa tá subindo
Para onde estamos indo
Com tamanha decadência
 
Empurrar de goela a baixo
O registro da candidatura
Daquela triste criatura
Que do Brasil fez esculacho
Mas nem por um despacho
De um sistema em falência
Aceitaríamos essa cedência
Sem impor o nosso hino
Para onde estamos indo
Com tamanha decadência
  
Ainda tem nossa fronteira
Fato nunca acontecido
Estamos sendo invadido
Pela populaça estrangeira
Sem preparo e caloteira
Muitos até sem decência
Sofreremos a consequência
Se ficarmos só assistindo
Para onde estamos indo
Com tamanha decadência
 
Se você não quer pra ti
Pra o outro não desejas
Por mais duro que sejas
É melhor sempre refletir
E se acaso você desistir
De praticar a violência
De Deus terá clemencia
Será uma luz se abrindo?
Para onde estamos indo
Com tamanha decadência.
Enêude Soares
Enviado por Enêude Soares em 20/08/2018
Alterado em 21/08/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Que seja utilizado o nome do autor da obra na sua divulgação.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários