CapaCapa
TextosTextos
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Enêude Soares
Voando na inspiração
Textos


  Fiz este poema simples, em homenagem a meu pai quatro meses após sua morte ocorrido em 04/04/2010, quiz compartilhar com os leitores que usam seu precioso tempo para ler meus escritos.   

Alma sem calma!

 
Estou com saudade, está doendo
O peito estremece tão calado
Não chora  ta sufocado
A vida que já não tem.
 
Está vivo sem vida,  não viver
Alma sem calma;  perde a razão
Quando o que procuro, não está mas às mãos
O vazio,  não há mais como preencher.
 
Experiência inesperada, essa maldita!
Que de repente assolou nossos corações.
O que fizemos para merecer tais provações?
Ou será que ela é bendita?
 
Com tanta falta busco os valores
Daquela vida tão recheada
Em caricias, sorrisos e afagos
Oh Deus como era diversos os sabores.

 
Enêude Soares
Enviado por Enêude Soares em 24/01/2018
Alterado em 26/01/2018


Comentários