CapaCapa
TextosTextos
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Enêude Soares
Voando na inspiração
Textos

                                   Estilhaço de vida
 
Me perdi no oceano da desilusão
O amor estava plantado no coração
Foi punido pela lei de codigo penal
Do ódio que cria regras e só faz mal
Que eliminou a paz que eu desejei
Mantando a esperança que plantei
No mundo sem rumo agora estou
Estilhaço de vida é o que restou
De uma vida inteira que sonhei

Segui-la sei que será preciso
Vive-la talvez não serei capaz
O amor que tanta falta me faz
Sua falta tirou-nos do paraíso
Assim sem rumo vivo indeciso
Seguir ou voltar por onde passei
Colher frutos do bago que semeei
E resgatar o que de mim vingou
Estilhaço de vida é o que restou
De uma vida inteira que sonhei
Enêude Soares
Enviado por Enêude Soares em 18/01/2018
Alterado em 18/01/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original (Referenciando o nome do autor). Você não pode criar obras derivadas.


Comentários